Encontro global da CAF promove integração da rede e debate tendências e infraestrutura da filantropia

O Fórum de Colaboração da Aliança Global (Global Alliance Collaboration Forum) da Charities Aid Foundation (CAF) reuniu dezenas de profissionais de investimento social representantes da CAF do mundo todo nas primeiras semanas de janeiro. Tradicionalmente em Londres, o Fórum foi adaptado ao formato virtual, devido à pandemia do coronavírus. Mesmo com diferenças que chegavam a 7 horas entre si, profissionais do Reino Unido, onde está localizada a sede da CAF, África do Sul, Austrália, Brasil, Bulgária, Canadá, Estados Unidos, Índia e Rússia participaram de mais de 11 reuniões, palestras e grupos de debate. ‘O Futuro da Filantropia’, ‘O Valor dos Dados’ e ‘Boas Práticas em Doações Internacionais’ foram alguns dos temas abordados.

Durante todos os encontros, as transformações do setor foram destacadas, assim como a importância das conexões e redes no fortalecimento da democracia e da solidariedade ao redor do mundo e o papel das iniciativas de impacto social e promoção da cultura de doação na recuperação dos efeitos da pandemia. “A crise de COVID-19 no mundo reforçou a importância das parcerias”, comenta Raquel Altemani, gerente financeira do IDIS, que auxiliou na construção do evento neste ano. “Foi possível perceber como os diferentes países passaram por dificuldades semelhantes e como a troca de experiências pode ser muito valiosa para evoluirmos juntos e aproveitarmos as oportunidades trazidas por essa rede global repleta de diversidade, ideias e talentos”, completa.

Leia também:   IDIS lança nova marca e reforça tripé de atuação

Para Motunrayo Fagbayi, da área de Parcerias da CAF, foi inspirador ver o resultado do trabalho das organizações apoiadas durante a pandemia. “Foi um excelente lembrete da importância do trabalhado que todos da CAF realizam desde os times de Verificação e Finanças até as equipes de Doação e Consultoria, e de muitas outras, para assegurar que as entidades ao redor do mundo sejam apoiadas”.

Além disso, parte das sessões dedicou-se a integração do time da Aliança Global da CAF. Amanda Gregório, trainee de Projetos do IDIS, participou de uma destas sessões de networking com profissionais em início de carreira e acredita que isso possibilitou a aproximação com a rede. “Conversamos sobre o atual contexto das organizações filantrópicas no mundo e como nós desejamos transformar a realidade a partir das nossas vivências em diferentes contextos sociais e políticos”, conta.

Na sessão de encerramento, que teve a participação de outras redes internacionais parceiras da Global Alliance, como a Worldwide Initiatives Grantmaker Support (WINGS), CIVICUS e European Economic and Financial Committee (EEFC), o debate girou em torno da relevância desta infraestrutura para o fortalecimento da filantropia. “Isso nos permite construir conhecimento, dar escala a ações e gerar uma agenda efetivamente propositiva para a influência em políticas públicas em diferentes níveis. Ao estarmos conectados, agregando diferentes culturas e pontos de vista, qualificamos nossa ação”, avalia Luisa Lima, gerente de comunicação do IDIS.