#ForumIDIS: Empresas com Propósito e comprometidas com a Sustentabilidade

 

* Conteúdo inspirado em sessão da 8ª edição do Fórum Brasileiro de Filantropos e Investidores Sociais, realizado pelo IDIS – Instituto para o Desenvolvimento do Investimento Social em setembro de 2019. Palestrantes: Juliana Azevedo, Presidente na Procter & Gamble Brasil; Matthew Govier, Diretor Executivo da Accenture Strategy; Ruy Shiozawa, CEO do Great Place to Work Brasil; e moderação de Gabriella Bighetti, CEO da United Way Brasil. Saiba mais aqui.

 

Se há alguns anos falava-se em responsabilidade social empresarial, hoje vemos organizações dando um passo além e refletindo sobre seu propósito e abraçando causas de interesse social. A mudança de postura reverbera na percepção de investidores, no engajamento de funcionários e na forma como a marca é reconhecida e valorizada por consumidores.

De acordo com o diretor executivo da Accenture Strategy, Matthew Govier, este é um tema que ganha cada vez mais espaço no meio empresarial. “Todos querem um projeto de impacto que tenha relação com a estratégia da companhia”. A organização, além de fazer recomendações sobre a atuação de seus clientes, também faz a lição de casa internamente. A Accenture criou o projeto Skills to Succeed, assumindo globalmente o compromisso de apoiar 3 milhões de pessoas até 2020. Entre as ações estão a capacitação de jovens de baixa renda, cursos de aprendizado virtual e voluntariado.

A presidente da Procter & Gamble Brasil, Juliana Azevedo, compartilhou a visão da empresa, que pretende unir crescimento com propósito. “Buscamos impacto na nossa cadeia produtiva. Temos uma agenda que trata de ética, inclusão, impacto nas comunidades, diversidade e sustentabilidade que se tornou uma realidade por estar ligada ao plano de negócios”, disse Juliana. Acrescenta que hoje a integração do propósito com a estratégia é visível também na comunicação das marcas. “A indústria deve usar sua voz para gerar discussões e mudar a sociedade. Temos uma responsabilidade muito grande”. Em sua apresentação trouxe como exemplo o compromisso da marca Always com o desenvolvimento da confiança das meninas.

Leia também:   Planejando a sucessão do fundador

Ruy Shiozawa, presidente do Great Place to Work Brasil, por sua vez, falou bastante da relação entre propósito e gestão de pessoas. “Empresas devem ser inclusivas e ter diversidade nos seus quadros, envolver as famílias dos colaboradores e a comunidade em suas ações”, explica Ruy. Não adianta, segundo ele, ter uma visão imediatista e unilateral para se obter um bom resultado nas ações. “Quando se trabalha em conjunto, o bolo é maior e os resultados melhores para todos”, conclui.

Assista à sessão na íntegra:

Veja aqui o álbum de fotos do evento.